• Lorena Buiatti

dança do ventre

eu fui uma criança muito noveleira. de todo tanto que você imaginar. e naturalmente fui muito influenciada por elas. com Terra Nostra eu quis descobrir quem eram e de onde tinham vindo meus antepassados – eu sabia que era da Itália, hoje eu até falo italiano haha.

era também vi-ci-a-da em O beijo do Vampiro. nossa, que novela maravilhosa! eu tinha vontade de ir para a escola com trancinhas iguais as da Pandora. achava super divertido. mas foi com O Clone que descobri algo que amo.

infelizmente não foi trabalhar com clonagem humana, porém até tentei. no colegial me apaixonei por biologia e genética, fiz quase 1 ano e meio de ciências biológicas, mas acabei descambando para as humanas.

e também não foram aquelas pulseiras de dedo maravilhosas que a Jade usava (e que eu também usei por meses a fio). a minha paixão eu encontrei na dança do ventre.

essa dança tem muito preconceito ao redor. pode ser uma expressão sensual sim, mas não necessariamente. pensa só, eu com 8/9 anos fazendo dança do ventre, meus pais super católicos nunca acharam ruim. me levavam para as apresentações anuais que a escola organizava com todas as modalidades de dança que tinham aulas lá.

a dança do ventre para mim é diversão, foi meu primeiro passo para me soltar em festas. não que hoje eu seja a melhor dançarina das baladas, mas me divirto me mexendo.

e não é só isso, é algo que eu amo fazer. sem estresse ou cobrança. só fazer/dançar e estar ali. ouvindo o cinturão tintilar.

socorro

a novela estreiou em 2002, eu tinha entre 7/8 anos. as aulas na escola continuaram até 2003. depois fiz 6 meses de dança do ventre em 2012 e como comecei a faculdade em 2013, noturna, tive que parar. me formei em 2016 e agora estamos no final de 2019 e ainda não voltei a fazer aulas!

o caso é, pq ainda não voltei? eu sei que a preguiça e a procrastinação estão no meio. mas eu sei que é algo que eu gosto muito de fazer. pq, então, me deixo entrar nessa e não procuro aulas para fazer? não sei. melhor sair desse marasmo.

made with ♥ in MG, 2020