• Lorena Buiatti

Até quando eu vou ser vadia?


Chega, chega, chega! Que saco, viu. É muita coisa pra ter que lidar numa segunda-feira de manhã. Eu não mereço tanta merda, sério.

Estava eu indo entrar no terminal central quando passam dois homens, um deles comenta com o amigo sobre mim, mas ficam quietos ao passar do meu lado. Eu relevei. Porém, logo atrás deles vem outro homem e esse "não se contém", tadinho. Ele passa do meu lado falando na sua melhor voz sensual como eu sou linda e outras coisas mais que o horário não me permite explicitar. Eu não me aguentei de gritei com ele: "VAI SE FUDER, CARALHO!" e o filho da égua teve a coragem de rir da minha cara. Todo mundo passando na rua simplesmente ignorou e a vida seguiu. Mas não pra mim, eu não dou conta. Eu tô ouvindo a voz do desgraçado até agora, parece que grudou no meu ouvido.




Homens, me expliquem, por que alguns de vocês realmente acreditam que falar pra uma desconhecida, no meio da rua, que ela é gostosa e você a comeria sem pensar 2x vai dar algum resultado? Além de um possível B.O. por assédio? Quanta merda na cabeça vocês tem?
O pior é que ainda tem macho com cara o suficiente pra bater no peito e falar que machismo não existe, com "coragem" o suficiente pra "argumentar"que se o feminismo luta por igualdade, tem que lutar por alistamento obrigatório pra mulheres. E pior ainda, tem mulher submissa o bastante pra acreditar e divulgar essas baboseiras, porque, afinal, é instinto masculino. Outra coisa, se você acredita em tudo o que eu disse nesse parágrafo, nem vem me encher o saco, só me exclui das suas redes sociais e da sua vida, se possível. 
Eu tenho amiga se esquivando de chefe no trabalho, eu tenho amiga sendo perseguida dentro da faculdade. Todos os dias, quase, eu leio histórias de pessoas que sofreram o primeiro abuso sexual na infância. E isso, cada dia, me mata um pouco. 
Até quando a mulher e a criança serão vistas como objetos de prazer? Até quando a mãe vai ter que ensinar a filha que usar roupa mais comprida é melhor pra não chamar tanta atenção e que se alguém mexer na rua o melhor é abaixar a cabeça e correr e gritar, se precisar. Até quando homens serão garanhões e mulheres, putas? Até quando a gente vai ter que ler que Maria foi estuprada ou que Maria quer abortar e por isso ela é uma vadia, porque na hora de fazer foi bom? E até quando João vai passar impune - tanto pelo estupro tanto pelo filho que ele não quer criar? Até quando? Hein?
Acredito que homem nenhum (tirando os que já sofreram assédio e abuso) sabe o que é a ânsia de chorar por medo (porque dá medo, um cara desconhecido no meio da rua falando que quer transar com você dá medo, e não é pouco), raiva e nojo (o nojo é indescritível, sério). 
Chega dessa merda, eu não já não andava lá muito quieta, agora é que eu não me calo mesmo. Eu não aguento mais, não. Hoje explodiu uma coisa dentro de mim que basta! Não é a primeira vez que grito com homem no meio da rua e não será a última. Eu sei que tem muita gente junto comigo e a gente não vai se calar! Vamos arrancar cada amarra que vocês colocarem em nós. 
Inclusive, quem também passou por isso, pode denunciar no site do Chega de Fiu Fiu.
*Aconteceu 23/11/2015 às 7h45

made with ♥ in MG, 2020