• Lorena Buiatti

#1 – Com o que você sonhou na noite passada?


21 de outubro de 2016

Tema 77 – Com o que você sonhou na noite passada?

Abri os olhos, mas não sabia onde estava. Era um lugar tranquilo e cheio de luz natural, parecia o pátio de uma escola. Lentamente comecei a caminhar procurando alguma coisa. Aos poucos percebi que o pátio, agora tomado de flores e plantas silvestres, era parte de uma escola onde estudei por oito anos.

O portão que separava aquele pátio do outro, que era utilizado pelas crianças maiores, estava enferrujado e cedeu facilmente ao toque da minha mão. Vi a entrada da escola, lugar onde durante anos eu ficava esperando ou as aulas começarem, ou meus pais para irmos para casa ao final do dia.

Havia uma movimentação muito grande por lá e no resto do prédio, do térreo ao último andar. Parecia haver uma banda tocando, definitivamente uma música alta estava no ar. As filas da cantina estavam grandes e enormes mesas e bancos de madeira haviam sido colocados ali, mas não havia onde me sentar, estava tudo lotado. As pessoas riam e conversavam e comiam.

Virei-me para as quadras e atrás delas vi o parquinho onde com 6 anos, eu e minha turma da pré-escola plantamos uma muda de pau-brasil (árvore essa que cresceu e ainda estava de pé na última vez que eu a vi, em 2007 – espero que ainda esteja por lá). As quadras, por outro lado, não estavam tão cheias.

Na quadra descoberta, pessoas jogavam uma mistura de hóquei com futebol americano. Na quadra coberta, algumas crianças de patins disputavam quem conseguiria correr sobre as linhas que faziam a demarcação do espaço.

Enquanto no meio, os adultos jogavam um jogo que a mim se parecia muito com carimbada. Fui até as arquibancadas e reconheci alguns amigos que jogavam, comecei a torcer por eles e acabei parte da brincadeira.

Depois, subi pela rampa até onde ficavam as salas de aula. Caminhei por entre os tão familiares (e ainda longos) corredores. Vi as salas onde costumavam acontecer nossas aulas de artes. Passei por turmas super concentradas e re-encontrei velhos professores.

Perto de uma das salas, vi uma movimentação e pessoas se preparavam para uma apresentação de teatro. Me pareceu mágico ver aquelas pessoas se vestindo e se divertindo. Algumas usavam fantasias de palhaços e seguravam um criança, fazendo com que ela risse.

Essa criança, reconheci, era uma prima minha de três anos. Porém, quando nossos olhares se encontraram, foi também quando o sonho acabou.

[ esse texto faz parte do projeto 300 dias de escrita ]

ph

made with ♥ in MG, 2020